Encontro internacional mostra nesta quinta a representatividade negra no mundo da moda
Evento será transmitido pelo YouTube

A moda criada por negros brasileiros se espalha pelo mundo e o Negrxs50mais vai mostrar um pouco do que tem sido feito a partir do Rio de Janeiro, Espanha, Itália e Estados Unidos. O encontro “Moda, Imagem e representatividade negra no mundo” é o segundo evento do Ciclo Zumbi dos Palmares – Consciência e Cultura Brasileira. A transmissão ao vivo ocorrerá nesta quinta-feira, dia 26, a partir das 18 horas, no Youtube (https://bit.ly/2V0td0T) e www.negrxs50mais.com.br

Organizado pela especialista em moda e imagem, Patry Dias, contará com a fashion designer Allethea Mattos com sua técnica do crochê na alta costura – direto da Espanha; Thayná Trindade, especialista em acessórios, como colares, brincos, pulseiras e joias para o corpo; Mírian dos Anjos com a pegada da roupa afro e Mayra Sallie, com projetos e experiências criativas focados em reciclagem e sustentabilidade na moda (da Itália).

Pedro Bial fala sobre paternidade, cultura e sobre o seu programa durante live
Apresentador encerrou a conversa declamando um poema que fez para a sua filha

 

 

Da Redação

Um delicioso papa sobre cultura e paternidade foi a tônica da live que a editora do blog do Ancelmo Gois e colunista do jornal O Globo, Ana Claudia Guimarães, promoveu, nesta segunda-feira (24), com o multifacetado Pedro Bial. O evento foi um dos mais vistos do dia. Jornalista, que cobriu grandes momentos da história como a queda do Muro de Berlim, Bial revelou que a nova temporada do programa vai começar mais cedo. Normalmente retorna em abril, mas, no ano que vem, deve ser em fevereiro. Ele ainda presenteou todo declamando o poema “Opinião”, que fez para a sua filha Laura, quando ainda era uma criança. Confira toda a entrevista no link https://www.instagram.com/tv/CH8_v7Mpe5q/.

Live de lançamento do livro “Mataram Marielle”
Obra expõe detalhes da investigação dos homicídios da vereadora e Anderson Gomes

 

 

Quem mandou e matou Marielle? É o que questionam a opinião pública e, dois jornalistas investigativos que acompanham o caso desde março de 2018, mês em que Marielle Franco e Anderson Gomes foram brutalmente assassinados no Rio de Janeiro. Nesta terça, 24, a dupla premiada Vera Araújo e Chico Otavio lançam o livro-reportagem Mataram Marielle, da Editora Intrínseca, que desvenda por meio de reportagens imersivas, como o duplo homicídio foi um fator importante para revelar as ligações criminosas possíveis na cidade do Rio. Publicado pela Intrínseca, o livro será lançado durante live transmitida, às 17h, na página da editora no YouTube.

Debate reunirá ex-presidentes da Fundação Palmares

 

Da Redação

Debate com ex-presidentes da Fundação Cultural Palmares, na próxima segunda-feira (23), às 18h, será o primeiro evento do Ciclo Zumbi dos Palmares – Consciência e Cultura Brasileira na semana de lançamento oficial do projeto Negrxs50mais. O encontro reunirá Carlos Moura, que foi o primeiro a ocupar o cargo, entre 1988 e 1990 e depois entre 2000 e 2003; Dulce Pereira, presidente entre (1996 e 2000); Zulu Araújo (2007 a 2010) e Elói Ferreira (2011 a 2012). O objetivo é abordar o Dia Nacional da Consciência Negra sob o ponto de vista daqueles que construíram a Fundação e suas avaliações sobre a atual gestão.

Moura, por exemplo, afirma que a existência da FCP não é uma dádiva, mas fruto da reivindicação dos movimentos negros mobilizados desde o fim dos anos 1970 e de todos que já vinham buscando caminhos para superação do racismo. Ele também protesta contra o que chama de “desmonte do estado brasileiro, não apenas da Fundação Palmares, e cita como exemplo o “descaso com a pessoa humana” durante a pandemia Covid-19.

O Negrxs50mais (www.negrxs50mais.com.br) é uma plataforma onde pessoas negras com idades superiores aos 50 anos encontram um conjunto de opções de serviços, tais como agendas culturais, orientações de saúde, moda, educação, esportes, opções de lazer e turismo, dicas de negócios, jogos digitais, perfis inspiradores de pessoas negrxs, artigos e entrevistas.

O objetivo do projeto, segundo seu criador, o jornalista Ivan Accioly, é oferecer conteúdo de qualidade a uma população que hoje passa dos 17 milhões de brasileiros. O número de pessoas é semelhante ao que vive na Holanda e superior a de países como Portugal, Suécia, Nova Zelândia, Cuba, Israel, Noruega, Dinamarca, por exemplo. “Esse grupo é parte dos 56% da população autodeclarados negros (PNAD/IBGE-2019). Entre os quais, independentemente da faixa etária, 94% dizem que não se sentem representados nas propagandas e 61% afirmam que comprariam mais de marcas que os representassem, segundo pesquisa do instituto Locomotiva de 2017.”