Webinar vai debater a Justiça eletrônica em tempo de pandemia
O evento da ANDES terá transmissão pelo Youtube

 

 

Da redação

A Associação Nacional de Desembargadores (ANDES) promove na sexta-feira, às 17h, webinar sobre a Justiça Eletrônica em Tempo de Pandemia com o presidente Marcelo Buhatem, o ex-presidente do TJRJ Sérgio Cavalieri, o procurador do TCE/RJ Felipe Deiab, além da mediação do desembargador Rogério de Oliveira. O evento será transmitido pelo Youtube.

A perspectiva de consolidar o trabalho remoto no Judiciário após a pandemia não é vista de forma positiva pelo desembargador Marcelo Buhatem. Recém-eleito presidente da Associação Nacional dos Desembargadores (Andes), Marcelo avalia que o “olho no olho” é fundamental para garantir que as partes conheçam quem vai decidir o rumo do processo, bem como a liturgia do julgamento.

O presidente da Andes explica que a Justiça apresenta uma ritualística própria, que é fundamental para preservar direitos e garantias processuais. Ele cita como exemplo o contato direto da defesa com o réu, que fica impossibilitado em julgamentos virtuais e observa que a própria dinâmica da audiência é afetada.

Ministério da Saúde financiará pesquisas em terapias avançadas
Podem participar pesquisadores de instituições com foro no país

Da Agência Brasil

O Ministério da Saúde lançou ontem (3) chamada pública para seleção de pesquisas em terapias avançadas. A pasta vai disponibilizar R$ 47,2 milhões para financiar estudos no desenvolvimento de tecnologia nacional em terapia celular, terapia gênica e tecido artificial, áreas de interesse do Sistema Único de Saúde .

A chamada ocorre em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), fundação pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. Podem participar pesquisadores vinculados a Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTs) com foro no Brasil.

As propostas devem ser apresentadas até o dia 17 de setembro, por meio da Plataforma Carlos Chagas, do CNPq, e o resultado final será divulgado até o dia 30 de novembro no site da fundação.

De acordo com o Ministério da Saúde, na prática, as terapias avançadas têm o objetivo de tratar, prevenir ou até mesmo diagnosticar uma doença e representam uma promessa terapêutica para enfermidades complexas e sem alternativas médicas disponíveis. São usados produtos biológicos obtidos a partir de células e tecidos humanos que foram submetidos a um processo de fabricação, além dos produtos de terapia gênica.

A pasta informou ainda que está prevista, para este ano, a contratação de duas pesquisas que envolvem o tratamento com células-tronco para o tratamento de covid-19 e a compreensão sobre a evolução e dispersão do novo coronavírus no Brasil. Ao todo, o Ministério da Saúde deve investir R$ 71,4 milhões para fomentar as pesquisas, no âmbito do Programa Genomas Brasil.

Produção industrial cresce 8,9% de maio para junho
Indústria ainda não conseguiu recuperar perdas causadas pela pandemia

Da Agência Brasil

A produção industrial brasileira cresceu 8,9% em junho deste ano, na comparação com maio. Essa é a segunda alta consecutiva do indicador, que já havia registrado expansão de 8,2% em maio. Foi também foi a maior taxa de crescimento desde junho de 2018 (12,5%).

Apesar disso, a indústria brasileira ainda não conseguiu recuperar totalmente as perdas sofridas em março e abril, causadas pela pandemia da covid-19, quando o setor caiu 26,6%.

Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal, divulgada hoje (4), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar da alta de maio para junho, a produção apresentou queda de 9% na comparação com junho de 2019. Houve ainda recuos de 10,9% no acumulado do ano e de 5,6% no acumulado de 12 meses.

A alta de 8,9% na passagem de maio para junho foi puxada por 24 das 26 atividades industriais pesquisadas, em especial pela produção de veículos automotores, reboques e carrocerias, que teve um crescimento de 70% no mês.

“Esse setor acumulou expansão de 495,2% em dois meses consecutivos de crescimento na produção, mas ainda assim está 53,7% abaixo do patamar de fevereiro”, disse o gerente da pesquisa, André Macedo.

Motocicletas

Outros equipamentos de transporte também tiveram destaque, com alta de 141,9%, puxados principalmente pela produção de motocicletas.

Por outro lado, as atividades com queda na produção foram a indústria alimentícia e a produção de coque, derivados de petróleo e biocombustíveis, ambas com recuo de 1,8% na produção.

“A indústria alimentícia tem uma dinâmica diferente do restante do setor industrial, por conta de suas características relacionadas ao abastecimento. Ela vinha de resultados positivos, quando a indústria, de forma geral, estava em queda. Os crescimentos nos meses anteriores, combinados com uma queda no açúcar, resultaram no recuo registrado em junho. Alimentos, porém, têm um saldo positivo, diferente da média da indústria”, explicou Macedo.

Entre as quatro grandes categorias econômicas da indústria, a maior alta foi observada nos bens de consumo duráveis (82,2%). Os bens de consumo semi e não duráveis cresceram 6,4%, os bens de capital, isto é, as máquinas e equipamentos usados no setor produtivo, subiram 13,1% e os bens intermediários – insumos industrializados usados no setor produtivo – tiveram alta de 4,9%.

ANDES assina convênio com a MedRio Check-up
Associados terão desconto na realização de exames preventivos

 

Gilberto Uruahy e Marcelo Buhatem registram o momento da assinatura do convênio

 

Da Redação

A Associação Nacional de Desembargadores (Andes) assinou convênio com a MedRio, líder no Brasil em medicina preventiva. Com o acordo, associados, dependentes, filhos (dependentes ou não), cônjuge ou companheiro que desejarem contratar o serviço, terão direito a 15% de desconto no primeiro check-up e 20% no segundo. Recém-eleito presidente da ANDES, Marcelo Buhatem explica que o convênio foi o primeiro de diversos projetos que serão realizados em prol dos associados. Ele observa que investir em prevenção é fundamental, pois o dia a dia do desembargador é muito desgastante em um país que, segundo dados do Conselho Nacional de Justiça, tem mais de 78 milhões de processos em tramitação nos tribunais. “É preciso estar com a saúde em dia, para poder lidar com toda a pressão do cargo. E o check-up é uma ferramenta fundamental para que os desembargadores e seus familiares tenham um raio-x completo de como anda a própria saúde”, observa.

A bateria de exames é feita por uma equipe médica multidisciplinar, com 12 especialidades, complementados com exames de imagens de ponta, métodos gráficos e análises laboratoriais. Tudo em um ambiente moderno, confortável e seguro. A clínica ainda oferece um programa inovador e eficaz para correção dos fatores de risco apresentados durante os exames. Estudos apontam que 73% das mortes nas grandes cidades estão ligadas aos maus hábitos, como sedentarismo e má alimentação. “Porém, nem sempre é fácil mudar o estilo de vida. E o nosso programa oferece orientação e suporte para alcançar esse objetivo”, explica o diretor médico da MedRio Check-up, Gilberto Ururahy, que vem buscando estabelecer convênios com diversas entidades. Recentemente foi com a OAB-RJ.

Gilberto ainda reforça o alerta feito pelo presidente da ANDES sobre o impacto da pressão do cargo na saúde dos desembargadores. Ele explica que muitas vezes a pressão pode resultar em estresse crônico, que acaba servindo como uma porta de entrada para outras doenças. A solução passa, necessariamente, pela adoção de um estilo de vida saudável.  Praticar uma atividade física aeróbica regular e se alimentar de forma equilibrada são hábitos que precisam ser adotados no dia a dia. “Também é fundamental ter um sono de qualidade e, periodicamente, realizar seus exames médicos preventivos. Assim vai desenvolver um estilo de vida saudável, que é o melhor remédio contra as doenças crônicas”, orienta o diretor da MedRio.